Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

vamosfalardequê

Umas quantas opiniões

vamosfalardequê

Umas quantas opiniões

Dias em casa

Foi decretado novo lay off onde trabalho no passado dia 20 de Janeiro, que se vai prolongar até dia 20 de Fevereiro, se não estou em erro. Como sou pessoa de respeitar as orientações tenho-me mantido por casa e apenas saio para ir ao supermercado ou para ir deixar o lixo.

Não me lembro se já mencionei isto antes, mas mudei-me para Almada em 2017 deixando para trás quase 25 anos a viver na zona Oeste, onde a minha família sempre morou. Ontem em conversa com as minhas irmãs foi-me perguntado se não ficava aborrecido de estar em casa o dia todo, sem ver pessoas e ficando, cito, "anti social". A resposta é simples. Não. Da minha família directa, entenda-se pais e irmãs, sou o menos social e o que não se queixa de estar em casa. Os meus pais são da geração que foi formatada para trabalhar, estar em casa parados não lhes é natural. As minhas irmãs idem.

E no que toca ao ser anti social também não me faz grande confusão. Sempre tive baixas expectativas no que toca a ser reconhecido, logo mesmo que veja alguém que conheça vou esperar que me fale antes de eu falar. Assim evito fazer figura de urso. É verdade que também tive os meus anos de vida social e saídas e festas. Mas actualmente fico satisfeito com uma sessão de The Crown e um café. Se bem que logo será diferente. Há derbi.

[Inserir título]

Já são pelo menos 2 vezes que faço alusão ao meu portátil original no meu instagram. Deve ser dos poucos computadores da geração e-escolas que ainda trabalha.
Já tive quem me dissesse para o pôr para reciclar, uma vez que não liga ao wifi cá de casa. Foi algo que nos fez perder uma vez qualquer coisa como 45 minutos para no final perceber que é uma questão da qual eu não sei bem explicar.

Hoje decidi ligá-lo já que tenho estado por casa e assim ficarei até Fevereiro. Vamos ver como as coisas se desenrolam até lá.
Depois de dar uma volta por uns quantos jogos que ainda tinha instalados, fui à pasta onde tinha a música. Foi uma viagem a um passado recente.
Na época não tinha uma banda que ouvia em repeat sem me cansar, como agora, apesar de já estar a par da sua música e dos albúns já lançados. Tinha de tudo, pop, rock, rap, grunge.
Era um Fábio diferente que ainda estava um pouco perdido no mundo da música e do que eram os gostos. Mas algo não mudou muito. Se já antes não era muito de partilhar com as pessoas que género de música ouvia, isso ainda hoje se mantém. Nas poucas vezes que levei o carro para o trabalho e dei boleia a um colega meu, há uma constante. O rádio anda sempre desligado. E já me apercebi que no trabalho sou dos poucos ou até mesmo o único que não se importa de estar a trabalhar em silêncio.

De regresso ao canto

Passado praticamente um ano desde o último post decidi voltar cá para fazer um pequeno apanhado para ver se volto de vez a esta vida dos blogs.

Todo este ano que passou foi cheio tanto a nível pessoal como profissional. Do lado pessoal, encontro-me a morar na Margem Sul com a minha namorada. Esta mudança proporcionou mais tempo juntos para pequenas e grandes viagens que já se realizaram ou estão em mente para se realizarem. Como disse, a nível profissional também houve mudança, saí do hotel de Peniche em Março e mudei-me para um rent a bike em Lisboa.

Ainda no decorrer do ano passado troquei de carro, o anterior avariou, deixei crescer a barba (havia quem fosse contra e agora é mais do que a favor), fui ao bingo, ganhei dinheiro no bingo (pontos importantes), fui ver o meu Sporting mais umas quantas vezes, vi os Foo Fighters ao vivo, fui ao zoo (quase 20 anos depois), viagem dentro e fora do país,visitei um palacete em ruínas.

Tantas coisas que num só post fica cheio e sem nexo.

Durante o passado ano foram muitas as vezes em que senti que devia vir cá, mas que acabei por deixar de lado mais do que queria.O que quero mesmo é voltar a escrever como antes, ou seja, regularmente e em condições.

Prioridades

Já era para ter escrito isto antes, mas aqueles dois meses de verão foram mesmo umas férias aqui no blog.

Lembro-me uma vez que por lapso não foram acesas as luzes do corredor grande aqui do hotel e já ao fim da noite quando se trocam para os focos da parede é que se viu que o corredor estava completamente às escuras e que ninguém se queixou. Agora quando o wi-fi vai abaixo por pouco tempo que seja, há sempre quem venha perguntar o que se passou.

Hotel cheio

Ontem para ser excepção o hotel não esteve a 100%, mas mesmo assim foi preciso fazer umas horas a mais. Quando me lembro que hoje vou lá estar sozinho, até custa um bocadinho mais. Vendo por outro lado, quinta e sexta são dias de folga, com uma possível aula de surf na sexta à tarde.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub